Como precificar seu trabalho? | André Buzzo
contato@andrebuzzo.com.br | (11) 9-8551-3500 | facebook | skype:andrebuzzowebdesign

Como precificar seu trabalho?

Publicado na categoria Artigos com 7.468 visualizações e 14 comentários

Como  webdesigners, buscar projetos não é a única coisa com a qual precisamos nos preocupar! Para permanecermos no mercado, precisamos manter nossos preços em harmonia com a realidade. Você não pode aparecer por aí com valores totalmente diferenciados a cada proposta/orçamento que enviar!

Você precisa ter uma base e assim decidir quanto vai cobrar por um projeto. O webdesigner deve ter em mente vários pontos antes de precificar um projeto. Vamos dar uma olhada em alguns pontos importantes que se fazem necessários pensar antes de colocar um preço em seu trabalho:

Tipo do Projeto

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

O primeiro e mais importante ponto que devemos analisar é o tipo de projeto no qual supostamente iremos trabalhar! Obviamente, você precisará determinar qual o esforço necessário para realizar o projeto. Quando chegamos nesse ponto, devemos considerar inúmeras questões.

O conteúdo do site

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

Além do layout, o conteúdo é o mais importante quesito de um site, e trabalhar nisso requer um esforço tremendo. Se você é um designer, você precisará saber se alguém vai escrever o conteúdo ou se você precisará criá-lo junto com o layout.

Programação e Multimídia

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

Flash, programação e multimídia requer um esforço tremendo do designer. Então, se um website contiver esses itens, seu trabalho será dobrado. Certifique-se com clareza junto ao cliente o que você terá em mãos, para saber qual a quantia de tempo que precisará dispensar para realizar essas tarefas. Recorte de logos, tratamento de imagens, edição de vídeos, etc.

Respeite prazos

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

Esse é um quesito que pode afetar e muito o seu trabalho! Se um cliente tem urgência no projeto, você tem a oportunidade de cobrar um pouco mais pelo serviço. Mas, novamente, você deve aceitar a proposta se puder cumprir o prazo acertado! Nunca, mas nunca prometa algo ao seu cliente se não tem a certeza que irá respeitar o prazo acordado! Mas, se um cliente lhe entregar um projeto urgente, você pode trabalhar um pouco mais e cobrar um valor um pouco maior que o habitual!

Sua experiência conta!

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

Se você tem bastante experiência, você pode cobrar um bom valor por seu trabalho. Clientes não são inclinados a pagar bem pessoas que têm experiência, e sim, aqueles que cobram mais barato por um projeto. Cabe a você, como bom webdesigner e acima de tudo, bom negociador, explicar o porquê ele deve lhe contratar e não contratar o sobrinho dele “que sabe mexer no Photoshop”!

Conhecimentos sobre Teorias do Design, Teoria das Cores, boas práticas na confecção do HTML do site, assim como a Usabilidade são pontos fortes que você precisará explorar, mas de maneira mais simples possível, pois muitos clientes não têm idéia do que isso pode gerar ao um website!

E outra coisa que você precisa ter em mente: sua experiência deverá caminhar junto às expectativas do cliente! Se ele precisa de um Flash Designer, e você apenas programa em HTML, não adianta abaixar o valor de seus serviços, se queimar com o cliente e além de perder um projeto, perder sua reputação no mercado!

Manutenção de um Website

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

O trabalho de um webdesigner não se resume a apenas criar um site. Obviamente, eles precisarão de manutenção! Seu cliente normalmente não irá pensar nesse assunto, e sendo assim, cabe a você já informar que realiza ou não esse tipo de serviço. Às vezes, deixamos esse tipo de serviço em outro contrato, sendo um para a criação do sistema e outro, apenas para a atualização/manutenção do mesmo.  Até mesmo porque, a atualização do site demanda esforço e tempo, e você têm o direito de cobrar por esse serviço!

Considere os valores contemporâneos

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

Você nunca deve pedir muito acima dos preços praticados no mercado. É lógico que não é muito fácil ter uma base sólida de valores praticados. Mas é bem fácil perguntar, de maneira sucinta, para algum amigo que trabalhe na mesma área. Uma vez que você esteja por dentro dos valores de mercado, você pode decidir quanto cobrar por um projeto.

Estruturando valores

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

Designers normalmente cobram por hora, baseado no projeto ou de acordo com o pacote de design. Você precisará ser inteligente para determinar que cobrar por hora não será a melhor saída se o trabalho for muito longo e seu cliente reclamar do valor hora/trabalho! Cobrar por hora (na criação de um site!) normalmente não será a melhor escolha, portanto, melhor cobrar pelo projeto ou pelo pacote de design.

Definindo pacotes fechados ou pacotes por módulos

Como precificar seus trabalhos - André Buzzo Webdesign

Todo webdesigner passa pelo mesmo dilema quando vai decidir sobre “pacote fechado” ou “pacote por módulo”. Antes de tomar um partido, pense nos prós e contras. Fechar valores por módulos é interessante quando você vai criar um sistema, por exemplo. Haverá testes de usabilidade, sugestões inteligentes ou não, dentre outras variáveis a serem consideradas dentro da execução do projeto! Porém, existem clientes que necessitam do pacote fechado de valores, e cabe a você decidir qual estratégia é a melhor a ser implantada!

Considerações Finais

Chegar a um valor pelos seus serviços não é tarefa fácil, e muita coisa têm que ser considerada antes de propormos um valor ao cliente! É seu dever como um profissional analisar cuidadosamente o projeto e todos os pontos necessários para finalizá-lo com qualidade e precificá-lo justamente. Sendo assim, independentemente do valor que decidir cobrar, mantenha uma coisa em mente: seja o mais honesto possível com seu cliente!

Voltar à página anterior!

  • Pingback: TÉCNICAS DE VENDAS – PARTE 6 – ANÁLISES NECESSÁRIAS | André Buzzo()

  • Weriston

    ótimo artigo Tuco ! …. Isso realmente acontece muito.. hoje mesmo passei por isso, o artigo aih me ajudou a tomar uma orientação acerca de quanto cobrar… Vlw msm

  • TKramer

    Otimo artigo cara !! estou começando agora na aréa e suas dicas sao otimas veio muito a calhar.

    abraço andré até +!!

  • Eduardo Amaral

    Cara muito bom esse artigo, temos até alguns programas que ajudam a calcular o trabalho no caso de quem é freelance, a pesar que isso é relativo do ponto de vista de cada um, eu msm prefiro levar em conta muitas das vzs o perfil do cliente como um dos fatores determinantes.

  • NILO

    Meu caro tenho um defeito muito feio pois quando começo um projeto vou indo vai ficando legal ai quando não sei mais o que fazer fico logo triste ai vi o tempo que o nosso amigo @RENAN SOUZA passou! acho que estou errando feio nesse quesito! mais ainda vou aprender!!

  • Renan Souza

    Nossa, Excelente artigo cara..comecei como desenvolvedor web há algum tempo, e no meu primeiro projeto eu pedi o prazo de 4 meses e levei 1 ano para fazer ‘-‘ mais o cliente gostou do trabalho porém eu fiquei no prejuízo pq o site teve que ficar por 500 reais ‘-‘, resumindo..um sistem enorme por um valor podre ¬¬’ mais fazer o q né? a vida continua gosto do que faço ^^ forte abraço cara !

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk … acontece meu velho…..

      Mas é bem por aí….. a gente às vezes dá umas mancadas mesmo, mas é assim que vamos aprendendo … quanto a passar do prazo, isso pode até acontecer, mas é sempre bom não extrapolar tanto assim no tempo…rsrs

      Abraços e muito obrigado pela visita e pelo comentário meu velho!

      Até mais!

  • Jacson Leite

    rsrsrsrsrs… é, todas as áreas de trabalho tem esse tipo de situação. Só que muitos não entendem que um site pode atrair ou afastar clientes. Passei por isso ha mais ou menos um mês atrás. Por isso é importante o contrato de prestação de serviço, evita dores de cabeça.

  • Jacson Leite

    Ótimas dicas, é importante para pessoas, assim como eu, que são iniciantes na área, terem uma base.
    Valeu André.

    • Fala meu amigo!!!

      É isso aí!

      Pelo menos, já dá para se pensar em alguma coisa antes de simplesmente passar pra frente um orçamento… essa semana que se passou rolou algo do tipo… cobrei um valor para desenvolver um sistema para um cliente… o cara disse que outro designer, havia oferecido o mesmo serviço por

      UM DÉCIMO

      do valor que passei pra ele…..

      Aí fico me perguntando…será que o cara PENSOU no que teria que fazer? Ou é apenas um “sobrinho” sem noção do que é um Sistema Web? rs

      Abraços!