Mini Curso: sou iniciante em web design. O que preciso saber? parte 02 | André Buzzo
contato@andrebuzzo.com.br | (11) 9-8551-3500 | facebook | skype:andrebuzzowebdesign

Mini Curso: sou iniciante em web design. O que preciso saber? parte 02

Publicado na categoria Artigos, Mini Curso com 5.181 visualizações e 8 comentários

Dando continuidade ao nosso Mini Curso, vamos falar agora sobre três assuntos que deixamos pendentes na primeira parte do nosso conteúdo:

  • Saiba utilizar as ferramentas de busca;
  • Fóruns são locais para troca de conhecimento, não um banco de códigos prontos;
  • Logomarca, logotipo, marca ou logo? Tanto faz, você não sabe mesmo o que está fazendo …

Saiba utilizar as ferramentas de busca

porDentroDaBusca

Todos conhecem o Google. Isso é um fato.

Agora, o que poucos não sabem ou parecem não entender é que ele auxilia sim a nossa vida, basta que saibamos como efetuar buscas por conteúdo usando a ferramenta.

Devemos lembrar também que outro truque se faz essencial nessa jornada de desenvolvedor web: saber a língua inglesa. Por quê?

Porque a maior parte do material que você não encontrar em português, provavelmente, estará em inglês! Simples assim!

A comunidade brasileira é grande, mas o conhecimento está em pequenos nichos que apresentam suas peculiaridades. Quase ninguém dá as coisas de “mão beijadas”.

O Google fornece até um curso para ensinar usuários efetuar buscas mais avançadas em sua ferramenta. Você pode ver o conteúdo oferecido clicando nesse link: http://www.google.com/insidesearch/

E lembre-se: sempre que for efetuar uma busca no Google, procure em português. Se não conseguir encontrar algo que lhe auxilie, tente a mesma busca em inglês. Não entende inglês ou não sabe como digitar corretamente o que deseja?

O Google, mais uma vez, lhe auxilia nessa questão: acesse o Google Tradutor, jogue seu termo em português e mande traduzir para o inglês. Se não sabe o termo em inglês para buscar, não irá adiantar muito também o que resultará, já que não entende muito bem a língua do Tio Sam, mas de repente o código em mãos te salva a vida!

Por exemplo: se você buscar no Google sobre “Como trabalhar com o Bootstrap”, você vai encontrar algum conteúdo em português. Aí você vai “seco” nos resultados em português e bomba! O conteúdo deixa muito a desejar. Se quiser, tem até um curso lá sendo oferecido.

Mas você quer “de graça” não é? Então, tá na hora de procurar em inglês. Aí você vai lá e digita “How to work with Bootstrap” e sassinhora! A quantidade de conteúdo (incluindo aí o site oficial) é absurda!

O primeiro resultado é um post com conteúdo absurdo sobre o Framework!

Então, pense e lembre-se: sempre que buscar algo em português e não encontrar nada a contento busque em inglês. E prepare-se para estudar. E muito.

Fóruns são locais para troca de conhecimento, não um banco de códigos prontos

codigoPHP

Ok, no Fórum que eu participo e administro – www.mxmasters.com.br/comunidade –  nós temos em cada campo que trata de programação um tópico lá chamado “Banco de Scripts”, onde você pode sim pegar códigos prontos.

Inclusive no meu site tem uma página exclusiva para isso, onde a minha criatividade reinou absurda e a nomeei também de Banco de Scripts. E posto lá os códigos que produzo em vídeo aulas ou em artigos, para que os usuários baixem e estudem. E porque não, os apliquem em seus projetos.

Mas aí você pode me dizer: “se não quer que usem, porque posta eles então”? Na realidade, eu faço isso por conta de um pequeno detalhe:

naoPrecisoMais

EU NÃO PRECISO ENTENDER MAIS ISSO.

Simples assim … eu já estudei, eu já passei por isso. Você não!

Aí você vai e não assiste a vídeo aula. Simplesmente pega meu código de “Sistema de Comentários com PHP” e o aplica no seu site. Aí pinta um problema técnico com o código, ou seu cliente pede que você inclua/altere/delete determinada função;  a coisa fica feia, porque você não tem a menor ideia do que ele está pedindo. Remover é bico!

Quero ver implementar um “quero pegar o IP do usuário e salvar no banco” … se você não conhece o código ou não entende o que ele propõe, como vai fazer a alteração?

Códigos prontos já salvaram minha vida em várias ocasiões? Põe várias nisso! Mas eu tenho uma noção do que se está pedindo e o que o código faz! Sem ter essa base, você será apenas um replicador de código. Um papagaio por assim; alguém lhe diz para fazer blá blá blá, e você faz apenas o blá blá blá sugerido. É isso tipo de profissional que você pretende ser? Tudo bem, mas não é esse o tipo de profissional que clientes sérios, que podem te oferecer novos desafios e boa remuneração procuram! Pense nisso!

Isso não é igreja (sem crise contra quem segue alguma religião!), mas vou dar meu testemunho aqui: uma das primeiras coisas que eu aprendi, fora da faculdade, foi criar um mural de recados. Essa foi a vídeo aula que me “abriu a mente” para ser bem sincero: http://www.mxmasters.com.br/php-desenvolvendo-um-sistema-de-comentarios/

Depois de assistir esse conteúdo, treinar e ENTENDER o que o código propunha, eu pensei comigo mesmo: “Nossa. Espera um pouco! Se eu quiser então, eu poderia fazer um sistema de classificados para o jornal do meu cliente. Basta para isso, criar uma categoria e, na hora de exibir na página AUTOMÓVEIS, eu filtro pela categoria salva no banco” …

pensarAjuda

E depois disso, a coisa meio que desandou pro meu lado … os códigos começaram a melhorar, as oportunidades surgindo e muito, mas muito estudo e algo muito difícil de se encontrar hoje em dia: vontade de pensar. De resolver problemas.

Sem isso, infelizmente, eu acho que você não tem muito futuro. Nem na área web como em qualquer outra.

Logomarca, logotipo, marca ou logo? Tanto faz, você não sabe mesmo o que está fazendo …

Confesso que eu ia abordar esse assunto nessa parte. Mas para não ficar muito comprido, ficar a parte 3!

Abraços e até mais!

Voltar à página anterior!

  • Fábio Silva

    Boa noite André, suas dicas são muito boas, pouco tempo atrás eu fiquei meio desanimado com o meu curso de web pois teve muita troca de professor e os últimos que passaram não sabia muita coisa, foi quando comecei a ver suas dicas, parabéns estão me ajudando muito.

    • Fala Fábio!

      Fico chateado assim como você quando um curso que botamos fé e dinheiro para nos trazer algo de bom trai a gente. É complicado mesmo!

      Por outro lado, fico feliz em saber que estou lhe ajudando ou lhe motivando de alguma maneira.

      Forte abraço e seja sempre bem-vindo.

  • Heverton Costa

    Oi André, tudo bem com você? Velhinho, putz… li os dois artigos e já estou ansioso pelo terceiro. A forma como você pôs aqui retrata bem a realidade na minha região. Um monte de (me desculpe falar, perdão aí pela expressão vulgar!) mela-mão-de-bosta que quer se meter à besta prá se denominar desenvolvedor/designer/programador que só “cospe” código pronto e que não entende “bulhufas” do que está cuspindo, e depois, já viu a mer… cadoria!
    Enfim, como disse, estou no aguardo da terceira e demais partes seguintes, no “affair” de, com esse seu tributo à comunidade – tributo este que muito agradeço, diga-se de passagem – possa aprender mais com as experiências que você está repassando.

    • Fala Heverton!

      Cara… muitíssimo obrigado pelas palavras! Eu penso assim: tirar essa turma do mercado é impossível! Então, vamos tentar ajudá-los a abrir os olhos e principalmente, a mente!

      Quem sabe em um futuro próximo nós não possamos todos trabalhar em harmonia, praticando valores justos ao mercado, sem desmerecer a sua, a minha ou a inteligência e o tempo dispendido no ato de se aprimorar!

      Fica tranquilo que eu acho que na semana que vem, consigo terminar a terceira parte, na qual falo sobre logos!

      Abraços!

  • Jacson Leite

    Olá André,
    Te dou parabéns e agradeço pela série de artigos, esse mini curso está ótimo.

    Abraço!

    • Fala Jacson!

      Eu que agradeço Compadre!

      Abraços!

  • Bruno Léo

    Parabéns Velho! Obrigado por compartilhar conhecimento e experiências profissionais. Abraço

    • Fala Bruno!

      O prazer é todo meu em ver vocês buscando um pouco daquilo que eu passo!

      Abraços!