SEGUIR OU NÃO OS PADRÕES WEB? | André Buzzo
contato@andrebuzzo.com.br | (11) 9-8551-3500 | facebook | skype:andrebuzzowebdesign

SEGUIR OU NÃO OS PADRÕES WEB?

Publicado na categoria Artigos com 5.735 visualizações e 43 comentários

Eis a questão!

Hoje pela manhã, uma pessoa que me adicionou ao MSN, via site, entrou em contato comigo e começou a me questionar sobre serviços de hospedagem.

Precisei me ausentar um pouco para resolver problemas com dois trabalhos a serem entregues, e depois fui ver o que ele havia deixado em tela, já que havia dito que queria me perguntar sobre um assunto.

E o que ele me perguntou, ou disse, foi mais ou menos isso:

“André, hoje em dia não existem muitos DESENVOLVEDORES WEB, por conta dos CMS´s! Creio eu que as pessoas não gostam de codificar, e já que os CMS´s já vêm prontos para uso, as coisas ficam mais fáceis! Um dos problemas que vejo hoje em dia, é que quando você coloca o seu CMS para validar o código no modo STRICT, ele não valida! (…)”.

Bom, isso me fez pensar em uma coisa bem sutil, mas da mesma maneira que me fez pensar, gostaria e muito de saber a opinião de vocês: compensa SEGUIR OS PADRÕES WEB?

SEGUIR OU NÃO OS PADRÕES WEB? Eis a questão! - André Buzzo Webdesign

Eu particularmente creio que sim!

A partir do momento que existem BOAS PRÁTICAS (que ao meu entender não significam REGRAS!), eu não vejo problemas em seguí-las e/ou implementá-las! Se determinada coisa foi feita para ser usada de uma maneira, use-a da maneira que foi projetada! Não tente inventar moda ou usar um “address” para colocar algo em itálico! Use “em” para itálico!

Mas o que me faz pensar mesmo, e sinceramente, me revoltar demasiadamente, são serviços que temos na Internet que não respeitam regras!

Muitos que acessam meu site e vêem minhas vídeo aulas, sabem que eu tenho um

TITÂNICO DESPRAZER

em trabalhar com o Internet Explorer. Em todas suas versões! Eu odeio de paixão esse programa!

E, do que adianta nós seguirmos os PADRÕES WEB, se quem necessita renderizar esses padrões não entende os padrões?

Você coloca determinada regra no CSS, valida o arquivo, e no validador dá que seu CSS está perfeito! Você abre o Internet Explorer e volta ao seu arquivo HTML para botar comentários condicionais para CONSERTAR A EXIBIÇÃO NA PIMBÓRDIA DO INTERNET EXPLORER!

Do que adianta fazer as coisas da maneira correta, sendo que às vezes, ou normalmente, temos programas que não respeitam isso?

O que eu acho mais estranho, é que fazendo-se uma comparação idiota, é o seguinte: Você vai a um dentista, e pede para o/a profissional arrumar seu dente da frente que tá com problema. O profissional vai lá, arruma o seu dente, e bota um “remendo” de cor “duvidosa”. Você vai voltar nele?

É CLARO QUE NÃO!

Você vai procurar outro correto? Para quem têm um mínimo de inteligência, sim!

Então, eu me pergunto:

PORQUE INSISTIMOS EM CORRIGIR ERROS NO INTERNET EXPLORER? PORQUE CONTINUAMOS A DESENVOLVER SITES PARA UM PROGRAMA QUE NÃO RESPEITA OS PADRÕES?

Porque é o mais utilizado?

O GOOGLE já anunciou que não dará mais suporte às versões antigas do IE. Ele tá errado, em tirar dos usuários o bom funcionamento do seu sistema? Eu, sinceramente, acho que não.

Não quero culpar o usuário por não atualizar seu navegador, pois se muitos deles têm dificuldade em navegar na web, imagine então atualizar programas!

Eu acho que a culpa na realidade é de quem FABRICA essa bosta! Me desculpem os mais puritanos, meu palavreado!

SEGUIR OU NÃO OS PADRÕES WEB? Eis a questão! - André Buzzo Webdesign

Imagem original: http://strangera.com/2011/02/15/alignment-charts-browsers/

Gostaria muito que houvesse uma corrente, forte, como houve para a mudança do HTML 4 para o HTML5, que pregasse a “não utilização de comentários condicionais no INTERNET EXPLORER”.

Simplesmente, gostaria e muito, que nós, webdesigners e webdevelopers, numa corrente de tentar “mudar a internet” (nada utópico de minha parte!), parássemos de dar suporte ao IE.

Quem sabe, os “profissionais” que criam esse navegador fizessem um serviço decente que atendesse aos padrões, assim como o Firefox atende. Pelo menos, eu consigo ver meu site do jeito que é para ficar nesse navegador.

SEGUIR OU NÃO OS PADRÕES WEB? Eis a questão! - André Buzzo Webdesign

Aí eu te  pergunto: compensa usar os padrões web?

Eu uso… embora o Internet Explorer não me ofereça suporte!

P.S. – Uma pergunta que não quer calar: “Porque lançaram o IE9, se eu preciso colocar uma linha no HEAD do meu HTML que o faça se comportar como IE8?”

Voltar à página anterior!

  • Eduardo Amaral

    Meu camarada infelizmente teremos ainda por um tempo que ajudar essas pessoas que ainda nao atualizaram seus navegadores srsr eles não sabem o que fazem kkk mas concordo tem tudo que falou e essa corrente vc já deu inicio, é importante teu post, pois pra vc que já tem experiencia é assim imagina para nós iniciantes que levamos um dia pra criar algo bacana e quando vamos testar no IE temos uma surpresa ta uma merdaaaa, mtas vzs deletamos tudo, mas aos poucos essa merda vai acabar, valew

    • Hahahahahaa…. bem por aí Eduardo!

      Mas ele está aí, e temos que nos conformar e trabalhar o dobro e às vezes, o triplo para acertar as coisas nele…

      Abraços!

  • Erisvaldo araujo

    AMIGOS, PARA SER CURTO E GROSSO, A EMPRESA DO BILL “CAGA” (IE) E AGENTE QUE TEM QUE LIMPAR A BUNDA DELES!!!!! MUITO CHATO ISSO!!

  • Robson Rafael David

    Muito bom o seu artigo, parabéns!
    Eu gostava muito do IE, mas devido a todos aqueles problemas, cansei dele, mas já faz mais de ano que não utilizo mais, estou com outro muito melhor, Firefox, na sua versão mais atual, muito bom mesmo.

    • Faço das suas palavras as minhas Robson!!

      IE, sem condições!

      Abraços!

  • fernando fernandes

    “TITÂNICO DESPRAZER em trabalhar com o Internet Explorer. Em todas suas versões! Eu odeio de paixão esse programa!”

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    so serve pra baxar otro navegador msm!

  • Bruce Emmanuel Sueira

    André, aqui no meu trabalho, deparamos com muitos problemas históricos, estas manias que herdamos e damos continuidade, e em conversa recente com a equipe chegamos a conclusão de que a culpa acaba sendo nossa.

    Estes hacks que acreditamos por muito tempo ser a solução para nossos problemas, foram os responsáveis por maquiar os falhas do IE, escondendo dos usuários a péssima ferramenta que estavam usando.

    Reconheço as dificuldades em não adotar estas práticas. Deixar um site inacessível por um navegador com tanta expressividade pode acarretar grandes prejuízos para os negócios de nossos clientes, além de aparentar que nós é que erramos na codificação, mas enquanto continuarmos a dar suporte ao IE, ele não vai mudar.

    Acredito que a solução é deixar que seus erros apareçam. Se neste momento, todos os hacks fossem retirados da web, a experiência do usuário com este navegador serão tão ruim que rapidamente ele seria extinto do pódio dos browsers mais usados, e a Microsoft rapidamente tomaria vergonha e passaria a repeitar as diretrizes do W3C, organização que ela insistem em dizer que faz parte.

    Hoje, quem constrói a WEB somos nós, já vi algumas campanhas contra o IE6 como a guerra contra o terror do Diego Eis, mas nada efetivo contra o IE de um modo geral. Vivemos em um mundo de retrabalho e limitações impostas por este navegador, e não vejo uma saída a não ser uma campanha em massa por nossa parte. Acredito, que assim como vocês, também estou cansado de trabalhar de graça para a Microsoft e vender gato por lebre.

    Parabéns pelo artigo, se quiser transformá-lo em uma campanha conte comigo!
    Um grande abraço!

    • Fala Bruce!

      Faço de suas palavras complementos às minhas!

      E campanha por campanha, existe também a do IMasters que disponibilizou um código para inserir no site, pedindo para o usuário atualizar seu navegador.

      A boa notícia é que a MicroSoft resolveu atualizar automaticamente seus navegadores, sem pedir “ao usuário” que o faça…. vamos ver se os malditos IE´s começam mesmo a desaparecer….

      Espero ansioso por isso…

      Abraços!

  • Fabio

    Blz grande Tuco aproveitando pra te elogiar suas vídeo aulas são muito boas cara… concordo que CMS é muito bom sem dúvida talvez seja o caminho para uma internet mais limpa preciso me aprofundar mais e ver até onde vai a flexibilidade dos CMS ai talvez mude minha opinião.

    Um abraço.

    • Fala Fabio!!

      Obrigado meu velho!! Valeu mesmo!!

      Quanto ao CMS, eu acho que ele não tirou nada dos designers não….só somou meu amigo… procure estudá-lo um pouco mais e verá o que ele pode fazer por você, por seus rendimentos e por seus clientes!!!

      Fica a dica!!

      Abraços!

  • Fabio

    Concordo com vários colegas acima sobre todos os assuntos porém tenho as minhas sobre os CMS da vida pra mim é = máquina digital tirou-se a magia da fotografia facilitou é claro mas tirou a graça das fotos o CMS é mesma coisa que tira a capacidade de criação dos web designers e quanto a programação temos nós web designers saber um pouco mas se a coisa aperta fazemos parcerias com web masters qual o problema? então acho útil mas ainda para se fazer um site exclusivo ainda sou da mão na massa e apanhar com os css da vida e tudo mais. Sobre o internet EXFODER não preciso dizer mais nada mas como muita gente tem a mentalidade de não mudar ele vai continuar nos dando trabalho. Bom um grande abraço a todos.

    • Fala Fabio!!

      Concordo em alguns pontos contigo meu velho…. em relação ao CMS, eu já penso bem diferente!

      Se você baixar um template na internet e vender para seu cliente, realmente, a magia é perdida! Agora, para fazer um com “a cara do seu cliente”, o negócio é bem diferente…você precisa manjar bastante de WordPress por exemplo, para criar um layout legal e programá-lo da maneira mais concisa para seu consumidor!!

      Quanto ao IE, vou me abster de comentários…rs

      Abraços!

  • carlos

    só alguem muito leigo pra aprovar o uso do IE. creio que se nao fosse o IE nós gastariamos metade do tempo pra construirmos nossos sites! ou seja, trabalhar pra compatibilidade com o IE só nos toma tempo e contudo dinheiro.

    bom seria se a microsoft nos ressarcice do uso deste lixo!

    • Fala Carlos!

      Concordo em número, gênero e grau contigo meu amigo!!

      Obrigado pela visita e abraços!

      Até mais!

  • Fabio

    Ai André blz kara nossa o ie nao presta pra nada e toda hora tenho que ficar desabilitando as atualizações automaticas ele quer atualizar pra versao 9 eu baixei pra ver kara se acredita que nao abriu nenhuma pagina uma merda eu só uso o firefox a anos pra mim o melhor valeu abraço to começando ai na area de webdesigner…..

    • Noooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooormal meu velho!!

      Coisas que só a Microsoft faz pela gente…rsrs

      Abraços!

  • Isabella Felix

    Os padrões às vezes são para serem quebrados, na minha humilde opinião. Sinceramente eu ainda gosto da dificuldade de ter que se programar algo e não depender só dos CMS’s da vida. Toda a graça é a dificuldade e desafios da programação, tudo que é muito fácil não vale a pena.

    É a mesma histório do SEO, que diz que o google irá penalizar as ditas parcerias e afiliações. Mas todos os meus pageranks surgiram pelo origem de tráfego semelhantes, meus sites mais antigos tem de 2 a 3 no rank, não é muito, mas se o SEO diz que o google irá penalizar, porque o page rank é razoável? Entende? Você tem, que saber o que se aplica ou não a sua realidade.
    O que quero dizer, é que nem tudo que eu aprendo se aplica a minha realidade, e não importa se é certo ou errado, se for o que me inspira, continuarei fazendo. A moda somos nós que fazemos e isso também se aplica a blogosfera em geral e este ramo de trabalho.

    É o que eu acho. Desculpe fugir do assunto mas eu tive que usar este exemplo.

    Cara, eu tento desistir do IE, juro, mas eu sou muito sistemática e tento a perfeição. Eu sou chata pro isso ainda tento fazer algo no IE rsrsrsrs!

    Eu acho que ‘o mundo’ deveria boicotar o IE de vez. Ô navegadorzinho nojento ¬¬’

    • Concordo em alguns pontos contigo!

      Eu acho que o padrão que poderia gerar Acessibilidade num projeto deveria ser sempre respeitado! Nos EUA, se você for desenvolver algum site para qualquer setor governamental, você tem que necessariamente criar sites quem sejam Acessíveis! E isso eu acho que deveria ser regra para qualquer país, para qualquer profissional web!

      Fazer coisas no Flash, quebrar os padrões, são lindos! Mas e quem tem alguma necessidade especial? É simplesmente privada desse recurso?

      Eu também peco, muitas vezes, por buscar coisas perfeitas! Mas eu entendo como perfeição, um site bem projetado que ofereça uma navegação simples e eficaz para meu usuário/visitante! Esse é o meu grande desafio diário!

      E eu concordo em número, gênero e grau quando diz que todo mundo deveria boicotar o IE… de verdade! rs

      Obrigado pela visita e pelo tempo dispendido em comentar o artigo! Valeu mesmo!

      Forte abraço!

  • Fábio Marcolino de Lima

    “Eu ainda acho que a W3C é como aquele velho programa de rádio, chamado “A Voz do Brasil”, no qual dizem, que todos escutam mas ninguém presta atenção!”

    É uma analogia interessante! rsrs…

    Depois de ler argumentos como os seus e da Isabella, fiquei mais tranquilo em relação a essas coisas.

    Vejo agora que o W3C sirva mais como uma norma de comportamento que NÃO NECESSARIAMENTE deva ser usada de forma tão rígida. Ou seja, para cada caso haverá uma certa necessidade em seguir ou não tais normas ao pé da letra.

    Me arrisco até mesmo a tentar uma outra analogia que seria mais ou menos o seguinte. No curso de etiqueta, se ensina que não se deve sentar à mesa para o jantar sem lavar as mãos, e nem colocar os copos ao lado esquerdo do prato. Mas e se você tiver comendo na sua casa, não haverá a necessidade de colocar o copo ao lado direito, mas sem dúvida será prudente lavar as mãos antes da refeição. Resumindo, o W3C tem regras que são fundamentais como por exemplo, não usar tabelas para montar layouts, e outras regras que nem sempre deverão ser totalmente aplicadas.

    Desculpe o exemplo tosco que usei, mas sempre são mais fáceis para serem usados. rsrs

    Um abraço.

    • Que isso cara! Achei interessante também!! rs

      Tá vendo só? Seguir padrões é como uma religião!! Todos vão defender o seu!! kkkkk

      Abraços!

  • Fábio Marcolino de Lima

    Antes de mais nada eu te dou mais uma vez os parabéns pelo o bom profissional que você mais uma vez demonstrou ser. Além disso, foi muito elegante e inteligente de sua parte reconhecer e consertar seus erros. Mas faço questão de deixar bem claro aqui para TODOS que não tive a intenção nenhuma de criticá-lo de forma negativa, pelo contrário, na verdade eu queria mesmo era saber o motivo certo por ter aparecido esses erros de um site que foi feito por um profissional qualificado como você.

    Como disse antes, eu ainda estou em fase de aprendizado e muitas dúvidas me cercam. Ler e ouvir é fundamental, mas muitas vezes o que lemos e ouvimos de profissionais são várias teorias que te levam para direções muito distintas de modo de trabalho, e isso é terrível para quem está começando.

    E para finalizar, também faço questão de dizer que você não me decepcionou de forma alguma. Foi justamente o oposto, me deixou ainda mais confiante no seu potencial profissional. Tua explicação sobre o caso foi muito clara e objetiva. Só gostaria que você tivesse feito algum comentário a mais sobre o fato de sites já consagrados como UOL e globo.com terem tantos erros assim e eles não parecerem estar preocupados com isso. Na verdade, deixo mais uma pergunta para você. Os programadores estão para o W3C assim como as mulheres estão para a balança e para a moda? Ou seja, alguns programadores vivem hoje uma relação de obsessão as validações do W3C enquanto outros simplesmente programam de forma mais “light”, porém sem exageros que que possam causar bizarrices aos sites? Resumindo. É falta de profissionalismo oferecer a um cliente um site que possa ter 15 ou 30 erros de validação, ou isso é uma obsessão desnecessária em alguns casos?

    Um abraço e aguardo resposta.

    • Fala Fábio!!

      Fiquei muito feliz com seu comentário meu velho! E para ser bem sincero, não tenho “crises” em assumir quando erro! Acho que isso faz parte do “meu desenvolvimento pessoal” … rs … E como lhe disse, gosto e muito quando a crítica é INSTIGATIVA, e não PEJORATIVA! Obrigado!

      Quanto aos problemas que ocorrem na UOL e na GLOBO, eu sinceramente prefiro não comentar muita coisa ou me aprofundar no assunto! Primeiro porque eu não sei qual o objetivo deles, se os designers ou programadores estão cientes disso, mas precisam “seguir regras” internas ok?

      Eu acho que quanto maior o projeto, mais difícil é controlar seus padrões e coisas “acertadas ou erradas” praticadas por programadores!

      Eu ainda acho que a W3C é como aquele velho programa de rádio, chamado “A Voz do Brasil”, no qual dizem, que todos escutam mas ninguém presta atenção! E o maior exemplo disso é o navegador Internet Explorer, que entende aquilo que quer e bem entende quando bem quer e quando bem entende!

      Se houvesse uma regra mais rígida, seria também complicado, pois poderiam ser limitadas as criações. Tome o Flash por exemplo!

      Eu não creio que a entrega de sites com problemas de validação não é falta de profissionalismo. Eu acho que se o negócio funciona da maneira que deve funcionar, mesmo tendo alguns erros que não afetem a experiência do usuário, são válidos!

      Esse é um assunto, como eu lhe disse, que gera polêmica! Estou para liberar outro comentário da Isabella que vem bem ao caso!

      Eu acho ainda, que tudo que é feito com “fanatismo”, é prejudicial! Se você pegar alguns livros sobre Usabilidade, você vai entender o que eu quero dizer! Existem ideias super respeitadas sobre como deveria ser o desenvolvimento web! Funcional, mas totalmente desprovido do “design”, ou seja, das artes que possam ser inseridas para dar aquela cara bonita ao site!

      Forte abraço meu velho!

      Até mais!

  • Fábio Marcolino de Lima

    Olá André.

    Antes de mais nada eu gostaria de te dar os parabéns. Tenho visto algumas video aulas suas e tenho gostado muito, você tem bastante conhecimento e sabe explicar.

    Eu ainda estou começando na área e meu foco é mais o designer. Tenho pesquisado algumas empresas que prestam serviço de codificação de layouts nos padrões W3C para eu terceirizar este serviço. Como ainda estou em fase de aprendizado, às vezes as dúvidas surgem porque você simplesmente não sabe qual caminho seguir justamente por ter profissionais com preferências distintas sobre um mesmo assunto.

    Depois de ler o seu artigo, resolvi testar o seu site no W3C e encontrei 35 erros. Como considero você um bom profissional, fiquei sem saber o motivo de ter dado esses erros, e a minha dúvida é se isso ocorreu por causa do que você disse sobre o IE ou se não há relação. E se não há, qual foi o motivo por esses erros existirem no seu site?

    Obs.: sites como UOL e Globo.com tem mais de 1.000 erros. E acredito que eles não estão nem ai para isso, ou estou errado?

    Desde já agradeço pela atenção, e se puder, me mande uma cópia da sua resposta para meu e-mail também.

    Um abraço.

    • Rá! “Somebody get me!

      Tudo em ordem Fábio? Vamos lá …. para fatos não há argumentos, porém existem desculpas!!!

      Seguinte…eu REALMENTE não me preocupei em passar o site pelo validador do W3C. Não mesmo!

      Eu uso o WordPress para gerenciar meu conteúdo. E desde que comecei a trabalhar com essa ferramenta, ela me deu alguns erros de validação que “não são de minha autoria” … explico:

      Quando usamos esse gerenciador, nós utilizamos diversos plugins, criados e programados por terceiros. Portanto, eu não “posso” simplesmente mudar o que está nele, até porque pode afetar o seu funcionamento. E eles apresentam diversos problemas na hora da validação, e portanto, não realizei verificação nenhuma.

      No entanto, como sua pergunta foi totalmente cabível, e suas observações acertadas, resolvi dar uma conferida e PERCEBI QUE OS 35 ERROS foram meus!! rs .. .embora alguns deles tenham vindo “de graça” com scripts do Google e do Twitter, os quais também consertei!

      No caso do CMS, exemplificando, eu costumo criar o HTML todo e depois vou “modulando” os conteúdos no HEADER, INDEX e por aí vai! E coloco na hora de exibir o conteúdo textual, eu uso a tag para textos P … e o próprio WordPress gera o P … aí ele duplica! Erro também observado e consertado!

      Agora, tem determinadas coisas que eu não entendo! A propriedade @font-face do CSS, que alguns dizem ser CSS2.1 outros CSS3, não é validada! Pode-se utilizar, mas não valida! E aí, o que fazemos?

      O assunto é polêmico e merece ser discutido, e bem observado! Assim como o fez!

      Peço desculpas se lhe decepcionei deixando diversos erros no HTML do meu site. Eu errei. E feio! Porém, lhe agradeço pelos toques, pois pude melhorar. Admiro isso nas pessoas! Me diz que tá errado, mas me mostra o que está!

      Abraços!

  • Pingback: André Buzzo – Webdesign – SEGUIR OU NÃO OS PADRÕES WEB? : Link Mundial()

  • Rodrigo Graça

    Não percebi a parte do investimento financeiro, se levar CMS o investimento financeiro não devia ser menor? Porque fazer à unha leva mais tempo e mais trabalho então é lógico mais dinheiro, não?

    • Então..você está pensando no desenvolvimento, e eu, por minha vez, na manutenção!

      Se o cliente não precisa da minha manutenção, eu preciso cobrar um pouco mais para que ele possa gerenciá-lo!

      Eu utilizo sim CMS, mas nem por isso, eu pego o mesmo pronto e boto no ar! Veja o site da minha empresa: http://www.krcomunicacao.com.br

      Ele é todo feito em WordPress, e eu não usei um template ou qualquer coisa pronta…eu customizei. Usei apenas a base do WordPress…

      Abraços!

  • Rodrigo Graça

    Olá André tenho uma duvida que me inquieta muito como futuro Webdesigner que gostaria que você me respondesse ou indica-se algum artigo. A duvida é: “Quando deveremos usar um CMS ou algo do género e quando devemos fazer tudo do inicio?” Eu sei que cada caso é um caso mas não percebo por exemplo se uma empresa pede um site assim ou assado, porque havemos de codifica-lo se é só instalar um CMS que a empresa já fica com uma administração e etc sem erros, seguro, e tudo bonitinho.

    • Cara, eu tenho uma resposta bem simplória para a sua pergunta:

      CMS – Quando o cliente quer gerenciar conteúdo, porém, investimento financeiro maior!

      Site na unha – Quando eu vou gerenciar o conteúdo, e assim, o investimento financeiro na criação do site é menor, porém, eu cobro meu trabalho de atualização de forma mensal!

      Abraços!

  • NILO

    Olha meu parceiro! em relação a CMS eles sem duvida chegaram pra facilitar muito a vida de quem não sabe programar! pois vem completos com sistemas de comentários incluso e isso me preocupa muito. pois as lojas supermercados parques da minha cidade não estão mais criando sites e sim blogs e por cima ainda não tem dominio propio! sera a extinção do web design na minha cidade??

    • Fala Nilo!!

      Cabe a você meu velho, provar por A + B que há sim a necessidade de um webdesigner para dar “a cara do negócio” ao blog….

      Abraços!

  • Elio Ghodoy Pereira

    Infelizmente a maioria dos usuários usam IE, então o que podemos fazer?

    • Se pudermos, tentar mudar a concepção do nosso usuário! De maneira simples e eficaz, tentar explicar que determinadas coisas não funcionam dentro dele, além da insegurança que traz um software desatualizado em uso!

      Dentre outras hipóteses que ficaríamos até amanhã elencando por aqui… mas cabe a você, quando for vender, orçar ou entregar um serviço, dar a indicação!

      Abraços!

  • Junior Eberhardt

    Creio eu que esta posição alcançada pelo IE deve-se ao motivo do mesmo já vir instalado com o Windows, e como o mesmo é muito popular e conhecido devido a sua interface gráfica, creio eu que seja isso, e também a ignorância dos usuários ajuda bastante, vou citar um trecho da bíblia…

    conhecereis a verdade e a verdade vos liberta-rá, ainda bem que nós conhecemos esta verdade…

    não me lembro do comentário, mas não faço parte da equipe do Mx Studio, gostaria, mas não…

    • Concordo contigo meu velho!!

      E sobre fazer parte da equipe, estava enganado então!! rsrsrs….

      Abraços meu velho!

      Até mais!

  • Junior Eberhardt

    fala Tuco, muito bom este desabafo, faço das suas as minhas palavras.
    Eu particularmente, cobro a mais por um projeto caso meu cliente queira que ele funcione nessa !@#$ (navegador), eu odeio o IE, até o logo me da enjoos.

    se ocorrer uma corrente, conta comigo.

    valeu

    • Fala Junior!!

      Realmente meu amigo… não acho que seja um “desabafo” apenas… é também uma “constatação” dos problemas que ocasiona e não são resolvidos!

      Outra pergunta: Todos sabemos que uma empresa ou produto, quando líder de mercado, o consegue por sua qualidade… e porque o IE vai contra, e continua mantendo essa posição?

      Abraços!

      ps – Como eu havia perguntado num comentário anterior e creio eu que você não tenha visto, vc não fazia parte da equipe do Mx Studio? rs

  • Jacson Leite

    Odeio de paixão rsrsrsrsrs…
    O problema é que o padrão de fábrica dos pc’s que vem com windows starter
    Ou quando as pessoas compram em lojas que colocam por conta própria o windows (geralmente pirata), aí vem com o navegador IE.

    Desde quando surgiu o Firefox, eu não uso o IE. A pior coisa para um desenvolvedor é utilizar hacks.

    Acho que deve ser criada uma campanha muito séria, para eliminarmos o uso dos navegadores que não suportam os padrões web.

    Mais um post excelente.

    Abraço

    • Quem sabe, Jacson, um dia não role uma campanha assim…. garanto-lhe que dentro, estarei!! rs

      Abraços meu velho!

      Obrigado pelo comentário!

      Até mais!

  • os caras so tao tentando “remendar” a cagada feita por eles lá no ie 6.
    muito bom esse artigo, a proposito, tbm odeio ie, só funciona pra baixar o mozilla rsrs

    abraços.

    • Fala Matheus!!!

      Realmente, essa foi uma das melhores definições/aplicações que já vi para o IE … “só funciona para baixar o mozilla” …

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Abraços!