Técnicas de Vendas - Parte 2 | André Buzzo
contato@andrebuzzo.com.br | (11) 9-8551-3500 | facebook | skype:andrebuzzowebdesign

Técnicas de Vendas – Parte 2

Publicado na categoria Artigos com 3.710 visualizações e 6 comentários

Fala pessoas!

Vi que a receptividade ao meu antigo anterior foi grande, e que a turma meio que gostou do que leu sobre as técnicas de vendas… ou pelo menos, do humor utilizado em determinadas situações!

E realmente, a venda se faz muito por conta disso! Ser bem humorado, na hora correta, é claro, ajuda bastante na hora de se fechar um negócio! Porém, existem outras situações onde a seriedade e o bom vocabulário contam e muito!

Vou tentar fazer uns comparativos nessa segunda parte, para ilustrar determinadas situações onde teremos que ter jogo de cintura e ser mais “liso que um peixe ensaboado” para obtermos sucesso em nossa empreitada!

Vamos lá!

Você é um vendedor e não sabia!

Técnicas de Vendas - Parte 2 - André Buzzo Webdesign

Todo mundo pratica o ato da venda diariamente, e muitas vezes, sem perceber!

Se você tem namorada(o), você “se vendeu” para alguém! Sério!

Você chegou na pessoa que estava interessado(a), jogou aquele papo bem sem vergonha, e acabou conquistando a pessoa em questão! Ponto para você! Você vendeu sua pessoa e a outra pessoa comprou a idéia!

Você vai fazer uma entrevista de emprego, e consegue a vaga! Provavelmente, sua experiência, o modo como se comportou, as coisas que disse e explanou, foram melhor articuladas do que os outros candidatos e você VENDEU essa idéia para o entrevistador!

Portanto, a nossa vida diária é uma grande venda! Vendemos nosso atendimento, nosso linguajar, nossas idéias, nossos idéias, nossos erros e com tudo isso, vamos nos fortalecendo dia após dia na arte de convencer as pessoas a TE comprar!

Por mais que isso possa soar extremo, a grande verdade é essa!

Por outro lado, se você não tem namorada(o), não tem emprego, não faz nenhum tipo de serviço, é melhor rever onde está errando! Alguns pontos necessitam de aperfeiçoamento, mas ninguém é um “inútil”! Podemos estar despreparado para agir em determinadas situações, como a que explico no tópico abaixo!

Venda aquilo que conhece!

Técnicas de Vendas - Parte 2 - André Buzzo Webdesign

Se você está adentrando no mundo da Web agora, e nunca vendeu um website (e isso pode ser aplicado a qualquer tipo de serviço ok?), procure por potenciais clientes que trabalhem com algum tipo de produto/serviço que você conheça/entenda.

Pelo simples motivo: você vai passar confiança ao cliente pois tem conhecimento sobre o produto/serviço que ele pretende disponibilizar na web!

Você conseguirá ter uma conversa mais embasada, mais clara e objetiva, até mesmo evitando entrar em pormenores sobre programação, estilo de site, dentre outros requisitos técnicos com o mesmo! Manter o foco no produto do cliente, ao invés de mantê-lo no seu serviço, é um bom começo para agregar clientes e aumentar seu faturamento!

Se não tem conhecimento de nada (o que eu acho muito difícil!), comece por onde você então,tem mais afinidade! Gosta de carros? Vá atrás de alguma empresa que trabalhe com isso!

Não existe coisa melhor, e mais “bem vendedora” do que a PAIXÃO!

Eu tenho tesão por música! Se eu for vender um site para uma banda (o que é difícil, vide que bandas não ganham tão bem quanto se pensa! rs), eu posso até convencê-los, não por conhecimento técnico, mas pela PAIXÃO que tenho sobre o assunto!

Sabe aquele brilho nos olhos? Então…eu sempre brinco, dizendo que banda para mim é a minha “TERRA DO NUNCA” … um lugar onde eu não preciso me preocupar com minha idade, com minhas responsabilidades, se eu vou ou não conseguir pagar minha conta de água … é o lugar onde eu me abstraio de tudo, e volto a ser criança! Se eu estiver com 60 anos, caquético por conta do cigarro que fumo e das cervejas que eu bebo, rs, eu vou continuar me achando com 14 anos!

Isso para mim, é paixão!

Portanto, pense um pouco nisso! Venda aquilo que conhece ou pelo o que é apaixonado por fazer!

Você só precisa tomar cuidado, para não deixar seu conhecimento e sua paixão serem minadas pelo por uma figura com a qual, às vezes, nos deparamos!

O comprador goleiro

Técnicas de Vendas - Parte 2 - André Buzzo Webdesign

Existe um tipo de “profissional”, o de Compras, que às vezes ganha o justíssimo título de “Goleiro”. Por quê? Porque o cara ADORA UMA BOLA!

Não vou dizer que todos são assim ok? Não podemos generalizar as coisas, mas já passei por algumas situações complexas, onde tudo vai depender do caráter de quem está atrás ou à frente da mesa de negociação!

Bola, no linguajar de vendas, significa o seguinte: “Eu fecho o negócio contigo, mas quero saber quanto EU VOU GANHAR na brincadeira!”! Isso não dá para ser tratado com bom humor.

Primeiramente, porque o cara não é profissional! Em segundo lugar, o cara está roubando a empresa para a qual trabalha! E em terceiro, e não menos importante, o cara tá ali não para fechar o melhor negócio para a empresa, e sim, para si mesmo!

O que fazer em determinada situação? Aí depende de sua índole! Fechar o negócio, acrescentar mais uns 20% no valor que terá que ser repassado ao comprador, é uma saída! Não fechar o negócio, sair bem bravo da reunião, e espalhar para todo mundo que o cara não presta, não é legal também!

Não vou ser prepotente o suficiente de dizer a alguém o que fazer! Isso vai ficar por sua conta mesmo, mas eu só queria expor essa situação, pois em uma dinâmica de grupo, na faculdade que cursei, fui um “Comprador” e pedi uma senhora BOLA!

O professor simplesmente disse o seguinte: “Tem sempre um $@$%%$#@#$%$&*& pra estragar a brincadeira!”, mas o que realmente me surpreendeu, foi que a classe soltou uns absurdos em relação à situação! Um dos meus colegas chegou ao cúmulo de dizer se eu, como comprador, emitiria uma NOTA FISCAL de prestação de serviços a ele para justificar meus 20%!

É CLARO QUE NÃO! Quem em sã consciência iria assinar o seu atestado de delito!

Por enquanto é só isso!

Na próxima parte, vou tentar passar umas dicas sobre as “opções” que podemos dar ao nosso cliente, assim como argumentos que às vezes, fazem a diferença em uma negociação!

Abraços!

Voltar à página anterior!

  • hahaha… Li esse artigo há um tempão e só hoje posso opinar.
    Aconteceu esse lance comigo pela primeira vez, mas como já tinha dado o orçamento não poderia justificar um aumento, então fechei em 5% no final do projeto (após a segunda parcela). Pelo menos ele realmente está me ajudando do lado de dentro.
    Excelente artigo.

  • Jacson Leite

    Pois é. Essa é a realidade, aqui tem muito isso. Quem trabalha de forma honesta, tem as portas fechasdas em muitas empresas. Aí quem paga é o consumidor final. Além de impostos e taxas abusivas, ainda temos que pagar o superfaturamento de muitos.

    Abraço.

  • Jacson Leite

    Bom tarde André, cara tu ta dando um show.
    Enquanto lia, lembrei de quando eu era representante comercial, deixei de fazer negócios por causa de pessoas como no exemplo, deixei de ser representante, porém, com a mente tranquila.
    Estou aguardando mais postagem semelhante hehehehehe.
    Abraço.

    • Que isso meu velho!!

      Assim eu vou ficar me achando!!! kkkkkkkkkkkkk

      Mas é verdade…já peguei algumas pessoas assim, e também não efetuei a venda… e conheço umas histórias que são de assustar… “Quer fornecer para mim? Quero isso e isso” … na época, um dos “isso” era um carro zero … há vários anos atrás…rs

      Abraços!